A artista plástica e pesquisadora Renata Felinto fala sobre as dificuldades e desafios de ser mulher, negra, mãe e profissional no Brasil. Ela apresenta alguns de seus trabalhos, como a série Re-Existindo, feita a partir da manipulação de fotografias para tentar recriar suas identidades, Margem, que reflete sobre a marginalidade do negro, e Também Quero Ser Sexy, série na qual ela se representa como uma estrela de cinema, novamente colocando a identidade em xeque. Saiba mais